Notas Inúteis

Meia para todos!

No bairro do Henrique Jorge, periferia da capital, os policiais do Ronda do Quarteirão foram chamados, por populares, para interferir numa “confusão”, iniciada dentro de um coletivo que faz a linha “Henrique Jorge - Centro”. O ônibus vinha justamente do centro, na altura do Jockey Clube, quando o desocupado Denílson dos Santos Lima de Andrade, 19 anos, foi passar pagar a passagem, porém, o cobrador se recusou a permitir que o jovem passasse, alegando que o mesmo portava uma carteira de estudante de outra pessoa. Ao ser preso pelos policiais, Denílson tentou se defender. “Eu fui pagar a passage, ai ele disse assim: Com’é teu nome? Ai eu respondi na limpeza: Ítalo Ferreira dos Santos, que é meu primo, né? Eu tarra com a carteirinha dele. Quando eu respondi ele disse assim: essa carteirinha né sua, não. Ai eu: intãoci pronto! Esse oinb’aqui né seu também não! E fui passar, só que na hora que eu fui passar ele foi logo me puxano e batendo aqui nas costa, ai foi sal, né? Bati também, que eu num vou apanhar sem batê, né não?”. O cobrador, de Nome Márcio Pereira Silva, disse, com confirmação de testemunhas, que foi Denílson quem começou a agressão, após se recusar a pagar a passagem inteira.

[NOTE] A passagem de ônibus em Fortaleza, incluindo a rede de transporte alternativo, custa R$1,60 (inteira) e R$0,80 para quem portar carteira de estudante e apresentá-la a um leitor laser.

[NOTE] O Ronda do Quarteirão é uma programa do Governo Cid Gomes, estado do Ceará, que visa a formação de uma policia comunitária, que deve permanecer, como o próprio nome sugere, rondando os bairro atendidos, com equipes (formadas por uma moto e uma Hilux, cada) designadas para determinadas áreas. A comunidade tem acesso ao número de celular da viatura específica que faz a segurança de seu bairro. No inicio, o programa prometeu levar 5 minutos desde o tempo do acionamento da viatura até a chegada ao local da ocorrência. Há relatos de quem em certos casos, o Ronda chegou em 3 minutos.

5 comentários:

boO disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

"eu tmb n apanharra sem batê nao!"

khiuhkjhkhiHkjHjhIuhkjH

argh, lemòn disse...

Esse cobrador quer ser executivo da viação.

Sessyllya disse...

Pô, só pq o cara tava usando a carteirinha do primo o cobrador precisva bater nele??? Pra que tanta violência, gente???

NOTE: A cidade onde moro, Uberaba, cidade do interior de MG, tem uns 300 mil habitantes e a passagem custa R$1,90... Os estudantes também devem mostrar a carteirinha na hora de passar a catraca do ônibus... Eu mesma perdi a minha no fim do ano passado... Quer dizer, na verdade, não era minha, era do primo do amigo do meu namorado... Que coisa, não?!

rodrigo disse...

é por isso que eu acho melhor fazer que nem aqui no RJ!é assim...aqui não existe meia,tem passagem de ônibus que chega a custar 5,30,e sem terminal em!e nem falo da policia,se fosse chamar uma viatura pra resolver isso,eles viriam,claro,só depois que um matasse o outro!afinal não poderiam deixar um corpo dentro do ônibus,ia atrapalhar a passagem!!!valeu joy,penultima hora sempre!

Thyago disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

"ai foi sal, né? " essa eu nunca tinha escutado por essas bandas......rs

marrapaiz... bate no minin só pq tava com a carteira do outro.... nã.....rs
se fosse eu, pegava o trocador e dava só um doidão nas idéia dele ó......