Notas Inúteis

- Suicida tenta pular do alto da torre do canal 10, no Dionísio Torres. O homem, aparentemente bêbado, foi identificado como Manoel, de 43 anos. Testemunhas disseram no local que o homem flagrou a mulher lhe traindo com seu melhor amigo dentro da sua própria casa. Transtornado, Manoel resolveu se matar. Populares correram para o local e as autoridades foram acionadas para controlarem o trânsito e conterem a multidão que eufórica gritava: Pula! Pula!. Ao receber a notícia, a esposa do suicida dirigiu-se para o local e com o auxilio dos negociadores gritou num megafone: “Eu te dei foi um par de chifres, num foi um par de asas não! Desce daí doido!”. Apesar dos esforços, Manoel se jogou da torre de transmissão e quando caiu no asfalto levantou-se e saiu correndo fugindo da multidão. Mas acabou sendo atropelado por um taxista desavisado e morrendo imediatamente.

- "Da cor do pecado" é finalmente presa pela policia. Conhecida pela alcunha homônima à novela reprisada nas tardes da Rede Globo, no “Vale a pena ver de novo”, Aparecida Firmino de Sá Gabeiras, de 23 anos, mãe de três filhos, assaltava constantemente nas imediações do bairro Aerolãndia. Aparecida utilizava um revolver de brinquedo e uma faca de cozinha para coagir as vítimas. Segundo a polícia foram celulares, relógios e dinheiro que ela levou de vários transeuntes depois de assustá-los. De acordo com testemunhas do bairro, as vítimas eram na maioria idosos e mulheres. Quando interrogada a respeito do curioso apelido, aparecida disse: "Isso aí foi os moleques da rua que botou. Sempre eu só roubava à tarde, na hora da novela, por que eu já tinha assistido a primeira vez mermo. Então pra quê que eu ia assistir de novo? Eu aproveitava mermo. Num vou mentir." Mesmo depois de presa, "Da cor do pecado" ainda tentou seduzir os policias, que a levaram para o xilindró, fazendo um "strip-tease". Porém foi detida pelo delegado que teve bastante trabalho com o comportamento de Aparecida.
(fonte: Róitas)

Um comentário:

juliana disse...

kkkk...
Adorei a historia do suicidio, coitado do homem, imagina a vergonha, eu entendo o lado dele, esse povo ainda fica mandando o homem pular.

A segunda historia é menos engraçada mas mesmo assim trágica, da cor do pecado deve ser feia de doer, pois esses policiais para dispesarem só sendo muito feia mesmo, Já imaginou assaltar com arma de briquedo, pelo menos a pena deve ser menor pois ela não estava armada, fiquei com uma duvida a faca que ela usava era de passar manteiga no pão???
rsrrsrsr...

beijos